INSIGHTS .

Black Friday 2020 em meio a pandemia

Por conta da pandemia do novo coronavírus, as vendas pela internet vêm observando altas taxas de crescimento, bem acima das médias históricas. De acordo com a consultoria Ebit Nielsen, o e-commerce brasileiro cresceu nada menos do que 47% no primeiro semestre deste ano, a maior taxa registrada nos últimos 20 anos. Dados favoráveis para a Black Friday.

Nunca se fez tantas compras pela internet. Portanto, não há qualquer dúvida de que esse crescimento impactará – e muito – na Black Friday 2020, marcada para o dia 27 de novembro. Tradicional evento do calendário online em todo o mundo, a Black Friday certamente vai se beneficiar de um número maior de clientes dispostos a comprar online, mas o seu negócio precisa estar preparado para faturar alto no evento.

Você não sabe o que é Black Friday?

Diante do sucesso que vem alcançando ano a ano, é difícil encontrar alguém que não sabe o que é Black Friday. No Brasil o sucesso é tamanho que o evento deixou de ser exclusivamente online, conforme suas origens aqui, passando a acontecer, também, no comércio físico, em todas as esquinas da cidade.

A Black Friday nasceu nos Estados Unidos, em meados do século passado, com o intuito de fomentar as vendas de final de ano, após o feriado de Ação de Graças, uma tradição do calendário norte-americano. Atraídos por descontos reais de até 80%, americanos faziam filas de madrugada para realizar suas compras, o que chamou a atenção do mundo inteiro, que passou a promover o evento também. A primeira edição no Brasil aconteceu apenas de forma online, em 2010.

No ano passado, o varejo online brasileiro faturou nada menos do que R$ 3,2 bilhões na Black Friday, segundo a Ebit Nielsen. Um detalhe importantíssimo: naquela edição, 418 mil brasileiros compraram online pela primeira vez, motivados pelas promoções oferecidas, uma alta de 12% em relação ao ano anterior.

A Black Friday na pandemia

A mesma Ebit Nielsen estima que as vendas online na Black Friday 2020 devem crescer 27% em comparação ao ano anterior. Isso significa que mais gente deve comprar pela internet esse ano, ampliando ainda mais a base de clientes que efetivamente fecham negócios durante o evento.

A alta do dólar é uma preocupação e especialistas dizem que os descontos podem ser menores por conta disso. Mas há quem acredite que as promoções serão ainda maiores, porque esta será uma verdadeira chance do comércio recuperar as perdas provocadas pela pandemia. É sempre bom lembrar que o e-commerce cresceu devido a pandemia, mas nem todos os setores observaram crescimento.

Como sua empresa pode participar da Black Friday 2020

Não há qualquer pré-requisito para participar da Black Friday 2020. Qualquer loja pode aderir, apresentando suas promoções e surfando na onda do evento. Inúmeras empresas – online e físicas – vão além, e já oferecem ofertas no que chamam de “Black Friday antecipada”, por exemplo, uma semana antes do evento.

Para aderir, basta pensar nas promoções e divulgá-las maciçamente por meio do marketing digital, em todas as redes sociais.

Dicas para vender mais na Black Friday 2020

Algumas dicas poderão ajudar ao seu negócio alcançar melhores resultados na Black Friday 2020.

• Em anos anteriores, muito se criticou a postura de diversos comércios online, o qual maquiavam os preços para lhes dar a ideia de que sofreram grandes descontos. Sobre preços turbinados eram aplicados descontos que, na prática, não eram tão altos quanto pareciam. Jamais engane seus clientes: promova promoções que efetivamente sejam verdadeiras.

• Uma preocupação relevante é com a entrega. Pense na logística para que seu cliente fique tranquilo de que irá receber o produto em um prazo aceitável. Certifique-se de que você tem o produto em promoção em estoque, para que possa atender a todos os pedidos.

• Invista em marketing digital. Divulgue suas ofertas com antecedência.

• Aproveite a “presença” dos clientes e ofereça vantagens para a compra de outros produtos. Lembre-se de que uma venda pode puxar outra venda. Quem compra um celular, também pode se interessar por uma caixa de som, por exemplo.